Arquivo do mês: outubro 2010

As oito?

Vamos caminhar devagar, sem pressa e sem promessas. Vamos viver na medida certa, sem exageros, sem desenhos ridículos em guardanapos e sem rosas de papel. Vamos sorrir contido, de canto de boca, no tom, disfarçado. Vamos viver mesquinho, até virar costume. Eu gosto muito das palavras, as aprecio bastante, costumo até vibrar com um bocado delas, espalhadas em frases e também quando recitadas. Mas, convenhamos que para algumas coisas, melhor do que ler, ouvir, é sentir, é ter, é tocar, é fazer. Como o amor que não é algo para ser discutido, pensado, analisado, entendido, explicado. É algo para ser doado, vivido, sentido, exagerado, gargalhado. É, nisso, eu sempre precisei muito mais que palavras. Sabe porque? Por que as soltamos ao vento e as fazemos andar, correr e dançar, mas no meio do caminho elas dão umas piruetas, elas se perdem, se confundem e mudam os passos. Elas são perigosas. Não acredita? Pois leia de novo o texto, e coloque o não antes do vamos . Na verdade era isso que eu queria dizer.

Eu te amo e chega de palavras por hoje. Passa aqui que eu vou te mostrar. As oito?

Você poderá gostar de: #Mais uma dose, por favor. # Priiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiim # De pano.


Menina

Aumente o som, deixa a música rolar que a menina já está balançando a pontinha do dedo, no mesmo ritmo, sentindo a vibração, é som do bom, sabe? Daqueles que dá vontade de dançar sem parar. Hoje ela decidiu usar uma blusa canoa, surfar com a situação, dá uma de turista e trabalhar na Praia. Deixa a menina conquistar novas cores, passear entre as aquarelas que existem além das paredes do seu quarto rosa e conquistar seu mundo, mudar de mundo e conquistar um novo mundo. Desproporcionais? Que sejam. Ela já aprendeu há muito tempo, sobre o tempo, sobre ‘a dureza da vida com as bundas moles’. Aprendeu a não se importar. Ela já é de maior, sabe sobre os amores e os computadores, deixa! O que ela quer é fazer gargalhar, dela, da ponta do seu nariz e das ambiguidades. Por falar nisso você gosta de vermelho?  Ela só quer se perder de vista e se balançar um pouquinho. Ela já descobriu como a coisa funciona: é só não pensar, deixar se levar, entrar no clima, contagiar. Deixa vai! É só hoje.

Você poderá gostar de: #Condução. # Um pouco de forma. # Organizando a casa.